Modernidade e Atraso no Pensamento Social Brasileiro

Grupo de Estudo

Para quem

Alunos a partir do 1º período e público externo

Apresentação

Entender um país passa, necessariamente, por entender historicamente as formas de organização social e a cultura política dessa sociedade. O Brasil se caracteriza por ser uma sociedade historicamente muito estratificada e com baixo protagonismo político dos grupos sociais das classes mais baixas, tidos como “atrasados”. A visão que os intelectuais brasileiros construíram do país foi de uma sociedade politicamente hipossuficiente, o que justificaria a “necessidade” de intervenção das elites (econômicas e políticas) nos processos históricos, pretensamente visando a modernização (vinda de cima para baixo) do país. Assim, os grupos populares da sociedade ficariam responsáveis pela força de trabalho necessária para transformação social e os grupos mais abastados dariam as coordenadas dessas mudanças. A compreensão de como as elites políticas e econômicas pensaram/pensam o Brasil é fundamental para entendermos a sociedade brasileira hoje e pensarmos novos projetos republicanos para fortalecimento de nossa democracia. Este Grupo de Estudos pretende apresentar e discutir as ideias de alguns importantes pensadores sobre o Brasil e o impacto dessas ideais até os dias de hoje.

Mais informações

Início em: 03/03/2020

Término em: 09/06/2020

Horário: 17h às 18h40

Carga Horária: 30h

Docentes

André Filipe Pereira Reid dos Santos

Doutorado em Sociologia e Antropologia (Conceito CAPES 7).

Mestrado em Sociologia e Antropologia (Conceito CAPES 7).

Professor.