Advocacia não adversarial na Mediação de Conflitos

Oficina

Para quem

Alunos a partir do 2º período e público externo

Apresentação

O estudo de técnicas de negociação e mediação, no âmbito dos Cursos de Direito, tem sua relevância projetada no plano prático, em função de dois fatores fortemente presentes no Brasil: i) a crescente busca por alternativas capazes contribuir para a amenização dos efeitos de uma crise que aflige o Judiciário brasileiro, gerados por um complexo emaranhado de obstáculos à efetivação do direito fundamental de acesso à justiça; ii) a carência, no âmbito judicial e extrajudicial, de profissionais do Direito preparados para a adequada aplicação de métodos e técnicas diversificadas de prevenção e resolução de conflitos, respeitando-se as particularidades do caso concreto. Dentre esses métodos, destacam-se a negociação, a advocacia colaborativa e a mediação.

A conjugação desses dois fatores eleva a prática da negociação, da mediação, da advocacia não adversarial ao patamar de tendência nacional. É nesse contexto que três competências e habilidades essenciais passam a ser mais exigidas de um profissional do Direito: i) interpretar as particularidades de um quadro conflituoso; ii) escolher o método de prevenção e resolução de conflitos que melhor atenda às particularidades do caso concreto e; iii) aplicar tecnicamente os diferentes métodos e técnicas de gestão de conflitos disponíveis aos profissionais do Direito, tais como o processo judicial (individual e coletivo), a orientação jurídica, a arbitragem, a negociação assistida, a advocacia colaborativa, a conciliação e a mediação.

O desenvolvimento desse conjunto de competências e habilidades, no âmbito dos Cursos de Direito, é um desafio que exige das instituições de ensino superior de Direito a realização de ações estratégicas dirigidas à formação de gestores de conflitos, assim considerados os estudantes e profissionais do Direito que se dediquem às atividades de prevenção e resolução de relações conflituosas.

Neste contexto que a FDV ofertará dentre as Atividades Complementares de 2020/1, uma oficina sobre “A prática da Advocacia Colaborativa e da Mediação”, que será dedicada ao desenvolvimento de técnicas de negociação, da advocacia não adversarial e de mediação.

A oficina tem como objetivo transmitir aos participantes conhecimentos teóricos e práticos em Negociação, em Advocacia Colaborativa e em Mediação, através de aulas expositivas e simulações de sessões de Mediação. Através da metodologia de exposição teórica do tema combinada com as simulações de sessões de Mediação, os participantes poderão apreender as competências e habilidades essenciais que o profissional do Direito necessita saber para resolver os desafios e os conflitos do dia a dia.

Mais informações

Início em: 11/03/2020

Término em: 22/04/2020

Horário: 17h às 18h40

Carga Horária: 14h

Docentes

Rhiani Salamon Reis Riani

Doutorando em Direito Ambiental Internacional.

Mestre em Direito Ambiental.

Especialista em Direito Marítimo e Portuário.

Mediador Extrajudicial Certificado pelo ICFML-IMI.

Mediador Judicial (Certificado pelo CNJ – TJES).

Advogado.

Graziela Belmok Charbel

Especialista em Direito Civil e Processual Civil pelo programa de Pós – Graduação Lato Sensu, MBA, Fundação Getúlio Vargas – FGV.

Advogada.

Ricardo Goretti

Doutor em Direitos e Garantias Fundamentais pela FDV.

Coordenador do Curso de Graduação em Direito da FDV.

Consultor de órgãos públicos e instituições privadas em projetos de negociação, conciliação, mediação.

Advogado.